terça-feira, 8 de agosto de 2017

Como falar de Jesus?
Antigo Evangelhoagosto 08, 2017 1 comentários

Não é difícil ouvir alguém manifestando o desejo de falar de Jesus, ou de anunciar as boas novas, mas não sabe como fazer. Diante de tal dificuldade, e limitação, deixa de anunciar as pessoas o que Cristo fez.

Importante lembrar que todos nós uma vez alcançados pelo Evangelho, somos comissionados a tarefa de propagar Cristo.

No livro de Atos, podemos tirar alguns princípios para cumprir esta chamada, e a primeira delas é se dispor, buscar em Deus ser sensível a sua vontade, para então sair da zona de conforto e ir. Atos 8.26 - Um anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Dispõe-te e vai para o lado do Sul, no caminho que desce de Jerusalém a Gaza; este se acha deserto. Ele se levantou e foi.

Um outro princípio que vemos neste contexto de Felipe e o Eunuco, é que para falar de Jesus é necessário aproximar, acompanhar a fim de aproveitar a oportunidade de evangelizar. Atos 8.29 - Então, disse o Espírito a Filipe: Aproxima-te desse carro e acompanha-o.

Ao aproximar de uma pessoa, é necessário entender que falar de Jesus não é algo que se faz com a sabedoria popular, nem apontando para resolução dos problemas cotidianos, mas partimos das escrituras apontado para Cristo. Atos 8.35 - Então, Filipe explicou; e, começando por esta passagem da Escritura, anunciou-lhe a Jesus.

Portanto para falar de Jesus precisamos nos dispor, aproximar e explicar as escrituras, mostrando as boas novas, explicando o evangelho com paciência, sendo guiados pelo Espírito, confiando no Senhor.

Não deixe de falar, mas pregue em todo tempo, para todos quanto for possível, para glória de Deus.

Soli Deo Glória
Flavio Franco

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Caminhar com Cristo!
Antigo Evangelhojunho 07, 2017 0 comentários

Jeremias 10.23 - Eu sei, ó SENHOR, que não cabe ao homem determinar o seu caminho, nem ao que caminha o dirigir os seus passos.

O cristão através das escrituras recebe orientações claras para não andar como andam os gentios, diante da revelação especial de Deus, as motivações devem ser outras, diferente daquelas que ainda se encontram com pessoas que as mentes estão obscurecidas.

Pessoas que ainda não creram em Cristo como único e suficiente salvador, estão com o foco apenas no tempo presente, ignoram por completo o porvir, não se preocupam onde irão passar a eternidade, e a sua preocupação está voltada para buscar sucessos e riquezas. São dirigidos por estas paixões.

Evidente que o forte apelo desta sociedade, que rejeita uma verdade absoluta, gera corações duros para o Evangelho, na mesma proporção que exige de cada homem costumes que desconstroem a verdade de Cristo para uma aceitação no sistema desse mundo.

Os cristãos não podem viver assim, não podem mais viver dominados pela vaidade do coração, e dos próprios pensamentos. A verdade de Cristo que transforma, deve gerar a responsabilidade de lutar contra esses sentimentos.

Efésios 4.17 - Isto, portanto, digo e no Senhor testifico que não mais andeis como também andam os gentios, na vaidade dos seus próprios pensamentos,

Os homens sem Cristo têm uma mente obscurecida de entendimento, e uma vida independente de Deus, indiferentes ao Evangelho, resistentes, duros, que trilham caminhos sem luz.

Efésios 4.18,19 - obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração, os quais, tendo-se tornado insensíveis, se entregaram à dissolução para, com avidez, cometerem toda sorte de impureza.

Mas os salvos devem abandonar o passado, a conduta antiga, o entendimento e a forma antiga de viver, buscando uma mente cativa a Cristo, revestindo-se do novo homem.

Efésios 4.24 - e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade.

Portanto todo homem temente a Deus precisa confiar, entregar a sua vida, seu caminhar, seus pensamentos e emoções ao Senhor, viver e meditar nas escrituras, fazendo tudo para glória de Deus.

Soli Deo Glória
Flavio Franco

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Princípios!
Antigo Evangelhomaio 31, 2017 0 comentários

A bíblia tem princípios para cada área da vida, e temos de aprender e praticar como cristãos, que professam as escrituras como única regra de fé e prática. Porém muitas vezes temos ignorado, ou temos visto ser ignorados, e simplesmente nos calamos.

Paulo em sua epístola a Tito no capítulo 2.1-10, Vai trazer uma série de princípios para cada etapa da vida, começando por orientar que a pregação deve ser sempre o que convêm a sã doutrina (Tito 2.1 Tu, porém, fala o que convém à sã doutrina.), a verdade do Evangelho que transforma vidas, muda comportamentos e convicções.

Ensinando que o cristão deve ter uma linguagem saudável, mantendo unido a pregação com um bom testemunho, sendo zeloso, cuidadoso, exatamente como todos que pregam as boas novas de ser.

Quanto aos mais idosos os princípios encontrados, são de que devem ser temperantes, sóbrios em suas ações, prudentes no comportamento. Respeitáveis, sensatos com uma fé sadia e constante.

Já as mulheres mais velhas devem ser sérias no proceder, não sendo fofoqueiras, nem escravas de atitudes pecaminosas. Devem ser mestras das mais jovens, discipuladoras, formadoras, ensinando através da experiência a honestidade, a serem bondosas, sujeitas ao marido, de como a mais novas podem ser boas donas de casa, a fim de que a Palavra de Deus não seja difamada.

É assim que os valores e princípios, são passados de geração a geração.

Em relação ao mais novos as escrituras nos mostram que devem ser criteriosos, honesto, não dominados pelos impulsos, e insensatez, que é muito comum aos jovens. Devem ser detalhista, não viver foras dos princípios bíblicos e morais da sociedade na vida.

Valores éticos, que são desenvolvidas com a idade.

Já em relação aos servos (Vamos aplicar ao trabalho e não a escravidão que era usual na época em que a carta foi escrita) devem dar alegria aos superiores, não sendo respondões, não sendo aqueles que prejudicam o trabalho com mau testemunho. Fiéis a viver uma vida que glorifica a Deus.

Sendo assim deve ser uma preocupação nossa em pregar e viver de acordo com a sã doutrina, comprometidos com a verdade para a Glória de Deus.

Soli Deo Glória
Flavio Franco

terça-feira, 23 de maio de 2017

Ilusão!
Antigo Evangelhomaio 23, 2017 0 comentários

Gn 3.1 – Mas a serpente, mais sagaz que todos os animais selváticos que o SENHOR Deus tinha feito, disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim?


Ao ler o primeiro livro da bíblia, logo no capítulo 3, vamos encontrar a descrição de um animal que é o mais sagaz de todos que Deus havia feito, usado por satanás para trazer sobre a criação de Deus, uma distorção do que Deus havia dito.

Em sua conversa inicial com Eva, faz uma pergunta que está repleta de veneno, querendo gerar dúvidas, questionamentos. Satanás nunca vem com uma inversão completa, se não o homem rejeitaria de cara, mas vem com algumas distorções, que aos poucos dissemina seu veneno.

Nunca ele vem logo de cara com uma mentira completa, mais com meias verdades, até distorcê-las completamente. Aqui se encontra o perigo. Porque o homem não precisa de um copo cheio de veneno para morrer, mas basta uma pequena quantidade.

Quando Eva responde, ela já fala diferente do decreto de Deus, acrescentando algo que Deus não falara.

Gn 3.3 – Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Dele não comereis, nem tocareis nele, para que não morrais.

Parece insignificante este acréscimo, no entanto pode estar demonstrando duvidas e hesitação em relação ao que Deus determinou. Quando o conhecimento da verdade esta turva, ou equivocado, existe um sério risco de transgressão.

Após um contato inicial, a serpente fala totalmente contrário da ordem de Deus.

Toda a vez que a verdade é, e tem sido distorcida, apresenta sempre uma aparência de vantagem, e falácia da serpente é que ao comer do fruto, eles seriam autossuficientes, seriam iguais a Deus, ou seja, vemos aqui a ilusão da grandeza.

Gn 3.4Então, a serpente disse à mulher: É certo que não morrereis.

Gn 3.5Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se vos abrirão os olhos e, como Deus, sereis conhecedores do bem e do mal.

O fato que vemos, é a mentira da serpente gerando a dúvida, exatamente como é feito nos nossos dias, para depois da dúvida a negação da fé.

É um discurso que temos visto se repetir em nossos dias com uma outra roupagem. Viva a vida, você não tem nada a perder, só a ganhar. Faça o que te da vontade, não se arrependa de nada do que você fez e sim do que deixou de fazer.

Nota-se que a estratégia do nosso inimigo é sempre a mesma, iludir, seduzir, envolver, cativar fazendo com que o pecado se torne atrativo e traga a ilusão do prazer.

Gn 3.6 – Vendo a mulher que a árvore era boa para se comer, agradável aos olhos e árvore desejável para dar entendimento, tomou-lhe do fruto e comeu e deu também ao marido, e ele comeu.

A mulher olha e vê que a árvore é boa para se comer, que é agradável aos olhos. O pecado em sua concepção é doce, mas é amargo em sua essência.

Gn 3.7 – Abriram-se, então, os olhos de ambos; e, percebendo que estavam nus, coseram folhas de figueira e fizeram cintas para si.

Uma vez que o pecado é cometido toda a ilusão se dissipa, permanecendo a culpa do ato em si, a decepção é terrível. As ilusões do pecado ao ser praticado produz amargura.

Somente Deus pode remir a culpa do homem, não adianta coser folhas de figueira, todas as tentativas sem Deus são em vão.

Devemos estar sob a cruz de Cristo a fim de não sermos enganados pelas ilusões propostas para o homem. Somente o sacrifício de Cristo na cruz quebra o encanto e a escravidão produzidos pelo pecado, que tanto praticamos.

Somente em Cristo podemos ser redimidos. Abrace a verdade do evangelho todos os dias da sua vida, viva em Cristo.

Solus Christus
Flavio Franco

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Amarás ao Senhor!
Antigo Evangelhomaio 10, 2017 1 comentários

Mateus 22.37Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento.

Como está seu amor para com Deus? E isso tem sido demonstrado de que maneira na sua vida?

A bíblia nos mostra que devemos amar a Deus. E isso deve ser feito com toda a gratidão de quem foi alcançado pela verdade do evangelho.

E como resultado desta verdade, busca servir com excelência, valorizando a presença de Deus e orando para não fazer o que as escrituras condenam.

Amar a Deus com todo nosso coração, é também se empenhar com todo esforço possível para crescer no relacionamento com ELE, confiando no Poder de Deus que nos aperfeiçoa, almejando intimidade e comunhão.

É ter uma vida entregue ao Senhor, confiando nos cuidados DELE, reconhecendo a sua Soberania e sabendo que ELE está no controle de todas as coisas.

Que mesmo diante de períodos amargos, momentos contrários, onde nem tudo é do jeito que queremos, continuar confiando e amando com entendimento e perseverança.

Amar é entregar-se sem olhar para trás, é ser leal por receber as boas novas e ter entendimento do sacrifício de Cristo na cruz e o efeito na vida de quem crê.

É saber que embora não merecemos, recebemos o privilégio de sermos filhos e portanto devemos expressar em ações o nosso amor.

Tendo este amor pautado e fundamentado nas escrituras, expresso em obediência, honra e reverência, e quando peca, busca em oração o perdão.

Sendo assim não ame pela metade, não viva o cristianismo pela metade. Mas ame de todo o coração, com toda a sua vida.

Ame por inteiro a Deus.

Naquele que nos amou primeiro!
Flavio Franco

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Será repentino!
Antigo Evangelhomaio 03, 2017 0 comentários

1Tess 5.1-3Irmãos, relativamente aos tempos e às épocas, não há necessidade de que eu vos escreva; pois vós mesmos estais inteirados com precisão de que o Dia do Senhor vem como ladrão de noite.

A palavra nos mostra que o dia do Senhor virá de forma repentina, em momento inesperado. O homem não é capaz de saber o dia que vai acontecer, e todos os esforços humanos neste sentido não passaram e não passa de tolice.

Mas os salvos estão na luz, a sua esperança se encontra em Cristo, não estão na mesma situação do incrédulo, e nem são inimigos de Deus para que sejam pegos de surpresa.

1Tess 5.4-8Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse Dia como ladrão vos apanhe de surpresa; porquanto vós todos sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite, nem das trevas.

Sabem que não podem contar com os méritos próprios, e sim depender totalmente dos méritos de Cristo para este grande dia.

Hebreus 9.28 – Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.

Portanto o cristão tem o dever de viver uma vida vigilante, com sobriedade, moderação e equilíbrio em suas ações.

Revestidos de fé e no amor, vivendo com plena confiança em Deus, tendo a mente cativa a Cristo, usando o capacete da salvação.

1Tess 5.11Consolai-vos, pois, uns aos outros e edificai-vos reciprocamente, como também estais fazendo.

Nesta esperança e certeza é que devemos consolar uns aos outros. De que Cristo um dia voltará de forma repentina, mas nós que fomos contemplados pela salvação, não seremos confundido e estaremos com nosso Senhor por toda eternidade.

Maranata 
Flavio Franco

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Graça!
Antigo Evangelhoabril 28, 2017 0 comentários

Romanos 5.12 – Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram.

A bíblia nos mostra que morte passou a todos os homens, uma morte legada (solidariedade da raça), todos passaram através do pecado de Adão a serem culpados, sentenciados a condenação e a morte.

O pecado afetou o homem de tal maneira que suas faculdades, escolhas e suas inclinações são sempre contrárias a Deus. A ação pecaminosa de Adão trouxe sérias consequências a humanidade.

Mas graças a Deus, não existe comparação entre o pecado de Adão e a morte de Cristo, que traz perdão e redenção aos que NELE crê.

Romanos 5.15Todavia, não é assim o dom gratuito como a ofensa; porque, se, pela ofensa de um só, morreram muitos, muito mais a graça de Deus e o dom pela graça de um só homem, Jesus Cristo, foram abundantes sobre muitos.

A graça (favor imerecido) transbordou e tem alcançado todos aqueles que creem. Não é uma salvação automática a todos os homens, nem todos são salvos e sim aqueles que recebem esta graça e se arrependem dos pecados.

O sacrifício de Cristo na cruz é suficiente para salvar o homem da morte, não é uma possibilidade de salvação, e embora é oferecido a todos, a salvação é recebida pela fé. (dom de Deus)

Efésios 2.8,9 Porquanto, pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem por intermédio das obras, a fim de que ninguém venha a se orgulhar por esse motivo.

É uma graça fundamentada na obediência perfeita e meritória de Cristo, onde a justiça de Cristo encobre a injustiça do homem que é insuficiente para comparecer diante de Deus.

Portanto podemos ver a graça abundante de Deus em salvar o que estava morto e perdido, através de seu Filho Jesus, não por causa do mérito humano, mas por seu sacrifício na Cruz.

Romanos 5.21a fim de que, como o pecado reinou pela morte, assim também reinasse a graça pela justiça para a vida eterna, mediante Jesus Cristo, nosso Senhor.

Percebemos então que todos os homens pecaram e por isso são merecedores da morte e do inferno, e considerados culpados, mas em Cristo e sua morte vicária (Substitutiva) que satisfez as exigências da lei quanto a morte pelo pecado, muitos (não todos, mas os que creem) são salvos pela Fé que é um dom gratuito de Deus: Isso é Graça.

Sola Gratia
Flavio Franco

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Cruz!
Antigo Evangelhoabril 27, 2017 0 comentários

1Co 1.18 Certamente, a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de Deus.

Através da cruz podemos notar uma separação entre os salvos e os não salvos.

Para aqueles que rejeitam, é loucura, mas para os que são salvos poder de Deus.

A palavra da Cruz trata da revelação completa do Evangelho, totalmente centrada na redenção por meio de Cristo.

Não é uma mensagem diluída, que não apresenta Cristo sendo morto, que não mostra sofrimento, que promete só coisas boas. É uma mensagem de renúncia, que mostra o homem sem Cristo sendo inimigo de Deus, mas em Cristo reconciliado com o PAI.

É um evangelho que não só instrui, mas transforma, dirigi e conduz aqueles que creem, a viver uma nova vida em Cristo.

Quando a graça alcança o homem, e ele crê em Cristo, não mais vive escravo do pecado, ele é mudado em outro homem. Passa das trevas para luz, da morte para vida.

É algo que não pode ser compreendido com sabedoria humana, méritos próprios, ou filosofias transitórias.

1Co 1.21Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por sua própria sabedoria, aprouve a Deus salvar os que creem pela loucura da pregação.

As boas novas de Cristo traz consigo a notícia do Filho de Deus encarnado, sendo crucificado, morto e ressuscitado. Algo que para os sábios deste mundo é loucura, mas para os que creem é redenção.

Para aqueles que confiam salvação, mas para os que se perdem é loucura.

Você tem crido nesta verdade? Tem sido transformado por ela?

Para e pense!

Solus Christus
Flavio Franco

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Últimos dias!
Antigo Evangelhoabril 19, 2017 0 comentários

2Tm 3.1Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis,

A Bíblia diz que nos últimos dias as coisas seriam difíceis. O que muitos não entendem é que os últimos dias já começaram na primeira vinda de Cristo, e vai até sua segunda vinda.

Quanto mais se aproxima, mas vamos sendo surpreendidos com o que vai acontecendo.

Não se engane o homem sempre foi mal por causa do pecado, mas a bíblia nos ensina que vai ficar cada vez pior.

2Tm 3.2-4 pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus,

=> Os homens serão, cada vez mais egoístas, olhando cada um para o seu bem-querer.

=> Avarentos (amor ao dinheiro), jactanciosos (arrogância) ao expressar os feitos, pessoas que terão um pensamento muito elevado de si mesmo.

=> Blasfemadores – Sem temor a Deus, desrespeitosos. Tem havido em nossos dias um crescimento acentuado de religiões falsas.

1Tm 4.1Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios,

=> Desobedientes aos pais – Os limites de segurança estabelecidos por pais não são respeitados, não existe mais honra, ingratos e irreverentes, filhos rebeldes.

=> Desafeiçoados (Não nutre afeição), implacáveis naquilo que desejam sem se importar com o próximo, uma geração que não perdoa.

=> Caluniadores, falarão mal cada vez mais uns dos outros.

=> Sem domínio de si, descontrolados, briguentos, dominados por vícios...

=> Cruéis – Sem piedade, sem pudor, sem amor.

=> Inimigos do bem, traidores, atrevidos – Pessoas que passam o limite, que não sabem o que é fidelidade.

=> Enfatuados – repleto de vaidade, e pretensão, que expressa arrogância e presunção.

=> Mais amigos dos prazeres do que de amigo de Deus, uma geração em busca de prazeres a qualquer custo, mesmo que seja algo que Deus reprova.

Portanto que possamos recorrer ao Senhor, que o poder DELE se aperfeiçoe cada dia mais em nossas vidas.

Que aguardemos o desfecho confiantes, pois somos peregrinos, nossa pátria não é aqui. E pelo sacrifício de Cristo na cruz, fomos reconciliados o Pai e um dia estaremos com ELE para sempre.

Soli Deo Glória
Flavio Franco

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Viva para glória de Deus!
Antigo Evangelhoabril 12, 2017 0 comentários

1Co 10.31Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus.

Uma verdade que precisa arder em nossos corações é o de ter uma vida totalmente voltada para o Senhor, não digo teoricamente, mas algo que nos consuma e nos leve diariamente sermos piedosos e devotados a Deus.

Nestes dias atuais podemos ver claramente que a sociedade tem andado mais e mais na contramão do que a bíblia ensina, buscando a todo instante quebrar os limites estabelecidos, corrompendo ao máximo os valores cristãos.

Mas não só a sociedade pagã, o que nos assusta é que muitos que se dizem cristãos também tem abraçado o mesmo caminho, aprendendo a viver de acordo com a vontade, desejo, anseio, valores e o pior com a mesma motivação desta sociedade caída.

A Bíblia nos ensina que precisamos viver para glória de Deus, então as nossas ações devem primeiramente glorificar a Deus, Exaltar o nome de Deus.

Pela manhã devemos orar pedindo para Deus nos conduzir em cada momento do nosso dia.

Devemos olhar para as escrituras, e buscar em Deus aprender como viver uma vida coerente com a nossa fé.

Não estou dizendo que temos viver como se não estivesse no mundo, caso contrário todos deveríamos viver em monastérios, mas que devemos ter em nossas motivações os valores cristãos, para que nossa vida glorifique a Deus.

Sabendo que o Senhor nos abençoa, ELE cuida dos seus servos. No entanto, não podemos achar que a bênção aqui nesta vida é o fim em si mesmo, precisamos continuar a jornada, a nossa vida é de peregrino aqui nesta terra, e nossa pátria não é aqui.

Fomos reconciliados com o Pai, em Cristo fomos transportados do reino das trevas para o reino da luz.

Portanto siga caminhando como um cristão convicto, seja fiel a Deus, e não importe o que você faça, faça tudo para glória de Deus.

Viva para glória de Deus.
Flavio Franco