Efeito Placebo



Dias difíceis é algo que ouvimos com frequência. Ninguém em sã consciência quer ter momentos contrários. Estamos em um momento da história que a busca é pela alegria e prazer. E nunca ouve tantas opções de divertimento, entretenimento, entre outras coisas que proporcionam algum tipo de felicidade. Mesmo que seja momentâneo.


Aliado a isso logo se percebe que estas coisas não tem resolvido. O ser humano continua frustrado, vazio e sedento por algo que lhe satisfaça. Também temos visto a busca desesperada por romper limites, mudar valores, provar a verdade de cada um, extrapolar as tradições e estabelecer novos conceitos. 

Existem coisas novas que são boas, outras que são prejudicais, mas tudo não passa de um placebo, uma ilusão, quando se trata do coração humano. Tudo é uma busca desesperada de se satisfazer, como se o relativismo, e o viver como bem entendemos e queremos fosse nos proporcionar aquela adrenalina necessária para completar o que buscamos.

Em muitos momentos encontramos alguém que está triste, ou sofrendo, ou mesmo vazia. Outras vezes nós mesmos nos encontramos desanimados e aquém do que é o ideal. A grande verdade que nesta vida vamos sofrer, mas também sorrir, ficar triste e alegres. Como qualquer pessoa. O sol nasce para todos!

Mas os que confiam no Senhor sabem que nada se compara com aquilo que esperamos em Deus. A alegria do homem não pode depender de coisas temporais, é bom, mas passa. Viagem é gostoso, mas nada como voltar para casa. Festa nos alegra, mas logo acaba. Vitórias e conquistas acontecem, mas nos acostumamos e queremos conquistar mais.

O homem só será satisfeito em Deus! Ele colocou a eternidade no coração do homem. Precisamos de Deus, do que é atemporal. Nossa alegria precisa estar fundamentada em Cristo, e não naquilo que nos cerca. Embora temos dias difíceis, sabemos que logo vai passar. E que em Deus somos satisfeitos.

Eclesiastes 3.11 - Tudo que ele fez é apropriado ao seu tempo. Também colocou a eternidade no coração do homem; mesmo assim, ele jamais chega a compreender inteiramente o que Deus fez.

Somente o Senhor pode preencher o vazio do coração do homem e nada mais. Nada jamais poderá substituir está verdade. Não importa o quanto se lute, ou resista. Sem Deus tudo não passará de breves momentos.

Naquele que é Eterno! 
Flavio Franco

Não pode faltar oxigênio



Certa vez em uma visita ao hospital, um dos pacientes que ali estava internado, passou por um procedimento que media o nível de oxigênio no sangue. Foi logo identificado que estava baixando rapidamente e em pouco tempo viria a óbito. O oxigênio é necessário para a vida.

É nesses momentos que notamos a importância de coisas que passam no decorrer de nossas vidas sem serem notadas, mesmo que sejam necessárias. É difícil darmos atenção para o necessário olhando para outros pontos da vida que deveriam ser secundários, mas que está no topo de nossa prioridade.

Temos valores que não negociamos, verdades que defendemos, princípios fundamentais firmados em nossos corações. Teoricamente tudo bem ordenado. Como cristãos estes valores deveriam permear toda a prática de nossas vidas.  Deveriam moldar nossas motivações, nossas ações, e reações, deveriam ditar o ritmo de nossas decisões. Valores que tem ou deveriam ter no centro as sagradas escrituras como regra de fé e prática.

Olhares que teriam que estar voltados para o autor e consumador da fé, e que estão voltados para outras coisas. E quando o foco fica prejudicado, a vista fica turva, o olhar embaçado, ignoramos e negligenciamos o que não pode. Deixamos de lado o que é importante, o “Oxigênio” para vida espiritual, o necessário para uma vida cristã sadia, o alimento para um corpo saudável.

Qual tem sido nossa prioridade de vida? Qual é a nossa verdadeira motivação? Como é a prática em relação ao nosso conhecimento? O que é mais importante para o meu coração? Que caminho temos seguido? O que tem mais valor?

São perguntas que precisamos responder com sinceridade. São respostas que dependem de uma reflexão para que sejam verdadeiras e devem ser buscadas no mais profundo de cada alma, porque revela quem de fato somos. No meio das pessoas nossos costumes, nosso jeito de falar e de se vestir pode nos tornar parecidos um com os outros. Mas quando estamos sozinhos com nossos pensamentos e meditações, somos capazes de sermos nós mesmos, e podemos responder estas perguntas de verdade.

De acordo com suas respostas, é possível ver o nível de oxigênio em sua vida espiritual. É possível identificar o que precisa ser mudado, se arrepender e prosseguir para viver para glória de Deus. Se as repostas estiverem de acordo com os ensinamentos de Cristo, de acordo com aquilo que dizemos crer, glória a Deus. Mas se estiver mais fundamentado em nossos desejos e vontades, mesmo que contra a verdade que professamos, o nível oxigênio está baixo e é hora de buscar arrependimento, de clamarmos a Deus para que aja em nossas vidas e use da misericórdia DELE sobre nós. É hora de abandonar os atalhos e pegar o único e principal caminho.


Não ignore os sinais que você mesmo emite no dia a dia. Seja atento as mudanças de comportamento, perceba quando você começa a deixar de lado a oração, a leitura da palavra, ou mesmo relaxar em pontos que não poderia. Grite dentro de você com um sonoro acorda. Ore fervorosamente. Não deixe faltar o oxigênio, respire, viva.

Soli Deo Glória!
Flavio Franco 

Podcast #02 - Batistas Reformados no Brasil - Café com teologia


Neste episódio, Flavio Franco, Fernando Henrique e Junior Moura falam sobre a história dos batistas, como chegou ao Brasil, suas raízes.

Escute agora o Podcast #02!

Duração: 35:53



Podcast: Baixar em Áudio

Citados no Podcast:

Livro os Batistas e a doutrina da eleição Editora Fiel
Marco inicial - Editora Convicção Editora
Wilson Porte Junior - http://www.wilsonporte.org/site/

Sola Gratia

Podcast #01 - Como nos tornamos pastores com teologia reformada - Café com teologia


Neste episódio, Flavio Franco e Fernando Henrique respondem à pergunta de como se tornaram pastores com uma teologia reformada.

Escute agora o Podcast #01!

Duração: 33:59



Citados no Podcast:

Deus é Soberano Arthur W. Pink
Vivendo para a Glória de Deus - Joel Beeke
A Cruz de Cristo - John Stott
Conferência Fiel - Ministério Fiel
Héber de Campos Jr. - Igreja Presbiteriana Aliança
Cleyton Gadelha - Escola Charles Spurgeon

Sola Gratia

Saulo, Saulo, porque me persegues?


Atos 9.3 - Seguindo ele estrada fora, ao aproximar-se de Damasco, subitamente uma luz do céu brilhou ao seu redor,

Este texto trata do encontro de um homem chamado Saulo com Cristo, algo que mudou não somente a vida dele, como muitas outras vidas.

Esta história começa no capítulo 7, após a defesa do piedoso jovem Estevão que é apedrejado e suas vestes são lançadas aos pés de Saulo.

Ao olhamos para escrituras vemos que era um homem que respirava "ameaças e morte" contra todos os cristãos conhecidos como aqueles do caminho, e com esta atitude acreditava estar fazendo a vontade de Deus. Era zeloso, mas na verdade estava na direção contrária.

Fl 3.4-6 - Bem que eu poderia confiar também na carne. Se qualquer outro pensa que pode confiar na carne, eu ainda mais: circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; quanto à lei, fariseu, quanto ao zelo, perseguidor da igreja; quanto à justiça que há na lei, irrepreensível.

E isso nos chama atenção porque muitas vezes podemos estar fazendo algo com zelo, sem, no entanto, estar glorificando a Deus.

Jo 16.2,3 - Eles vos expulsarão das sinagogas; mas vem a hora em que todo o que vos matar julgará com isso tributar culto a Deus.

Saulo era um homem implacável, que após pegar carta para as sinagogas de Damasco, onde sua intenção era perseguir e prender, já próximo do destino uma luz brilhou e rompeu a escuridão de sua vida. Juntamente com esta luz ele ouve uma voz, que lhe indaga: "Saulo, Saulo, porque me persegues". Ao ocorrer este encontro, o texto nos mostra que a graça de Deus vence a dureza do homem, a voz de Cristo alcança o coração, e o pecado é denunciado.

Todo encontro com Cristo gera transformação, e o homem é levado a se arrepender, é conduzido ao caminho de reconhecimento de quem é.

É importante entender que quando a graça de Deus é manifesta, não tem como resistir, porque ela comunica diretamente ao coração do homem, e gera uma transformação radical da vontade, das motivações, do entendimento em cada da área da vida, assim como foi na vida de Saulo.

Este que era perseguidor, agora recebe ordem para ir para cidade, mas ao levantar seus olhos não veem mais nada, e ele que antes prendia os cristãos, é conduzido por seus companheiros pela mão até Damasco, para ser ali curado, cheio do Espirito Santo mediante a oração de Ananias, para depois se tornar o Apóstolo Paulo que escreveu 13 cartas do novo testamento e foi instrumento de Deus para avanço do Evangelho. 

Concluímos então, que a graça ao alcançar o homem, faz com que o sacrifício de Cristo se torne real. E até que a graça o alcance tudo é apenas uma história que não tem tanto valor para o homem, mesmo este seja religioso.

Que o encontro com Cristo, mude nossa vontade, nosso coração e fiquemos totalmente voltados para ELE (Cristo).

ELE é o nosso Senhor

Flavio Franco

Omissão dos pais


Algo muito visto nos dias atuais é a omissão de muitos pais, que por alguma razão tem ignorado o que os filhos têm feito.

Pais que deveriam ensinar os princípios cristãos para os filhos, que deveriam liderar a família, simplesmente tem resumido este papel ao oferecer presentes e esperar que tudo de certo, tem visto os erros dos filhos, e se furtado do direito de ensinar e corrigir.

Poder dar o melhor para aqueles que amamos é uma benção, mas não administrar isso com toda certeza é um grande erro. Se omitir em virtude de uma culpa por ausência, ou por não querer corrigir é uma catástrofe para a formação do caráter, dos princípios, e do tipo de pessoas que serão estes pequeninos no futuro.

Não é difícil ver na própria igreja filhos desrespeitando os pais, vivendo do jeito que querem, fazendo o que bem dá na cabeça, crescendo sem limites, sem regras, ou mesmo sem obrigação alguma. Não sendo corrigidos, e recebendo incentivos a continuar do jeito está, por causa da omissão e indisposição de alguns pais em se posicionar do lado da verdade, tratando a raiz de toda rebeldia, o pecado.

Na bíblia em 2Samuel 13, se encontra um relato de uma história muito triste, trágica, onde termina com estupro e morte, na família de um rei que a bíblia o apresenta como sendo segundo o coração de Deus.

Resumidamente é a narrativa de um irmão chamado Amnon que se apaixona pela irmã Tamar, recebe conselhos ímpios e faz o que não deveria. E de um outro irmão chamado Absalão que consola e toma as dores da irmã.

O pai que é o Rei Davi ouve a história, se indigna, e se ira, mas não resulta em correção do filho que praticara o erro, e nem provoca justiça.

Em virtude disso vemos Absalão traçar um plano de vingança dois anos mais tarde contra o irmão, que vai terminar em morte. Não para por aí, sabemos que depois Absalão vai tomar o reino do pai, fruto também do pecado de Davi, denunciado pelo profeta natã. Porém não podemos deixar de mencionar que Davi não corrigiu Amnon quando este abusou de sua irmã, apenas ficou irado.
Quando os pais deixam de corrigir os filhos, as coisas não acabam bem. Os próprios pais sofrem com o resultado final.

Omissão é algo que destróis filhos, e quando os laços são fracos, quando Cristo não é o fundamento da família, ela é prejudicada. Orientação e correção são provas de quem ama.

Sendo assim quero enfatizar aos pais para não deixar de resolver as situações que surgem no dia a dia com os filhos, corrija-os. Apresente a quem você ama as boas novas de Cristo, todos os dias, ensine que o sacrifício de Cristo é a solução para todo homem, estabeleça limites, ensine responsabilidades, e ore para que Deus o ajude.

Não podemos nos esconder atrás de sucessos profissionais para justificar nossa omissão.

Nosso relacionamento com Deus deve refletir em nossos lares, em nossas famílias, a fim de viver como povo de Deus.


Deixar de confrontar erros, porque não é algo prazeroso, produz final triste. Viva e tome decisões de acordo com a Palavra de Deus, para proteção da sua vida e da família que o Senhor te deu. Confie e faça tudo para glória de Deus.

Soli Deo Glória
Flavio Franco

Como falar de Jesus?


Não é difícil ouvir alguém manifestando o desejo de falar de Jesus, ou de anunciar as boas novas, mas não sabe como fazer. Diante de tal dificuldade, e limitação, deixa de anunciar as pessoas o que Cristo fez.

Importante lembrar que todos nós uma vez alcançados pelo Evangelho, somos comissionados a tarefa de propagar Cristo.

No livro de Atos, podemos tirar alguns princípios para cumprir esta chamada, e a primeira delas é se dispor, buscar em Deus ser sensível a sua vontade, para então sair da zona de conforto e ir. Atos 8.26 - Um anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Dispõe-te e vai para o lado do Sul, no caminho que desce de Jerusalém a Gaza; este se acha deserto. Ele se levantou e foi.

Um outro princípio que vemos neste contexto de Felipe e o Eunuco, é que para falar de Jesus é necessário aproximar, acompanhar a fim de aproveitar a oportunidade de evangelizar. Atos 8.29 - Então, disse o Espírito a Filipe: Aproxima-te desse carro e acompanha-o.

Ao aproximar de uma pessoa, é necessário entender que falar de Jesus não é algo que se faz com a sabedoria popular, nem apontando para resolução dos problemas cotidianos, mas partimos das escrituras apontado para Cristo. Atos 8.35 - Então, Filipe explicou; e, começando por esta passagem da Escritura, anunciou-lhe a Jesus.

Portanto para falar de Jesus precisamos nos dispor, aproximar e explicar as escrituras, mostrando as boas novas, explicando o evangelho com paciência, sendo guiados pelo Espírito, confiando no Senhor.

Não deixe de falar, mas pregue em todo tempo, para todos quanto for possível, para glória de Deus.

Soli Deo Glória
Flavio Franco

Caminhar com Cristo!


Jeremias 10.23 - Eu sei, ó SENHOR, que não cabe ao homem determinar o seu caminho, nem ao que caminha o dirigir os seus passos.

O cristão através das escrituras recebe orientações claras para não andar como andam os gentios, diante da revelação especial de Deus, as motivações devem ser outras, diferente daquelas que ainda se encontram com pessoas que as mentes estão obscurecidas.

Pessoas que ainda não creram em Cristo como único e suficiente salvador, estão com o foco apenas no tempo presente, ignoram por completo o porvir, não se preocupam onde irão passar a eternidade, e a sua preocupação está voltada para buscar sucessos e riquezas. São dirigidos por estas paixões.

Evidente que o forte apelo desta sociedade, que rejeita uma verdade absoluta, gera corações duros para o Evangelho, na mesma proporção que exige de cada homem costumes que desconstroem a verdade de Cristo para uma aceitação no sistema desse mundo.

Os cristãos não podem viver assim, não podem mais viver dominados pela vaidade do coração, e dos próprios pensamentos. A verdade de Cristo que transforma, deve gerar a responsabilidade de lutar contra esses sentimentos.

Efésios 4.17 - Isto, portanto, digo e no Senhor testifico que não mais andeis como também andam os gentios, na vaidade dos seus próprios pensamentos,

Os homens sem Cristo têm uma mente obscurecida de entendimento, e uma vida independente de Deus, indiferentes ao Evangelho, resistentes, duros, que trilham caminhos sem luz.

Efésios 4.18,19 - obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração, os quais, tendo-se tornado insensíveis, se entregaram à dissolução para, com avidez, cometerem toda sorte de impureza.

Mas os salvos devem abandonar o passado, a conduta antiga, o entendimento e a forma antiga de viver, buscando uma mente cativa a Cristo, revestindo-se do novo homem.

Efésios 4.24 - e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade.

Portanto todo homem temente a Deus precisa confiar, entregar a sua vida, seu caminhar, seus pensamentos e emoções ao Senhor, viver e meditar nas escrituras, fazendo tudo para glória de Deus.

Soli Deo Glória
Flavio Franco

Proxima Página inicial