Direto do Púlpito - Andando na Palavra - Por Flávio Oliveira


Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros.
Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira.
Não deis lugar ao diabo.
Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade.
Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem.
E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção.
Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós,
Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo. (
Efésios 4:25-32)

O Apóstolo Paulo no traz neste texto algumas orientações que o verdadeiro cristão deve ter. Descreve que todo aquele que serve a Deus tem que deixar a mentira, porque quando conhecemos a verdade de Cristo somos libertos.


E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8:32

A verdade da Palavra tem que ser parte da vida cristã como um todo, jamais um homem que conhece esta verdade pode escolher o caminho da mentira seja por qual motivo for, pois Deus reconhece como seu povo aqueles que falam a verdade.

Porque dizia: Certamente eles são meu povo, filhos que não mentirão; assim ele se fez o seu Salvador. (Isaías 63:8)

No Evangelho de João vemos a quem pertence a mentira.

Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira. (João 8:44)

Então antes de encerra este tópico, quero aqui deixar uma pergunta: Como pode um Cristão mentir?

Podemos perceber a preocupação do Apóstolo Paulo no tocante ao Cristão dominar os seus sentimentos e emoções, seguido de uma advertência na qual nos diz não deis lugar ao diabo.

Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira.
Não deis lugar ao diabo. (Efésios 4:26-27)

Portanto todo homem deve buscar constantemente pelos meios da graça ser manso, produzir sempre frutos dignos de arrependimento.


Todo Cristão deve buscar em Deus um coração puro, que não se ressente, que não guarda magoa, para poder trilhar o caminho de Santidade diante de Deus. Para isso em suas orações deve falar como salmista vê se há em mim algum caminho mal, sonda-me e conhece os meus pensamentos para que não venha em nome do orgulho dar lugar para o diabo.

Sabemos que ele é sorrateiro, astuto e que lança diversas setas na mente e no coração. E quando o homem tem um coração que possuí raiz de amargura gerada por falta de perdão estes setas encontram lugar.

E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente.
Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração; (
Efésios 4:17-18)

Resistamos firmes ao diabo e suas setas malignas, que em Deus não deixemos o sol se por sobre a nossa ira e nem tão pouco vamos guardar ressentimentos e sermos crentes como costumo falar, casca de ferida. Cuidado para você não ser um peso para outros!

Quando ouvimos o Evangelho não podemos mais voltar como cães ao nosso vomito, não podemos mais agir como ímpios, agora somos embaixadores de Cristo.

Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade.

É uma transformação da parte de Cristo que passa por todas as áreas da sua vida.

Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem.

Mente, emoções e comportamento... E isso passa na maneira que nos expressamos ao falar, creio que temos que ter em mente falar apenas se for edificar, caso contrário é melhor ficar calado.

Tem muita gente falando o que não deve, fofocando, criando intriga isso muitas vezes dentro da igreja, pecando no falar,  outros ainda mantém os velhos costumes de falar nome de supostos santos.

Devemos tomar cuidado absoluto no falar, principalmente sobre fortes emoções, ansiosos, nervosos e até quando estamos distraídos. Sejamos vigilantes nos falar.

E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção.

Seguindo a Palavra de Deus e submetendo a ela, certamente vamos viver para a Glória de Deus.

Sua vida tem glorificado a Deus?

Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem ciúmes?
Antes, ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.
Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.
(Tiago 4:5-7)

Aquele que diz crer deve temer. E quem teme respeita e obedece. Reconhece que esta diante de um Deus Santo e que este Deus vai punir todos os que rejeitaram a sua Palavra.

Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração;
Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.
(Efésios 4:18-19)

Quando aplicamos a Palavra em nossa vida buscamos a Deus e sua vontade, e no nosso relacionamento com o próximo demonstramos amor de Deus.

As emoções não vão dominar a sua vida a ponto de transformar o seu comportamento de maneira que você viva contrária a Palavra.

Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós,
Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo. (Efésios 4:31-32)

Não e esqueça o que Deus fez por você, perdoe o próximo, seja uma pessoa paciente.

Ande, pense, viva de acordo com a verdade de Cristo, busque cada dia mais viver submisso a sua Palavra tendo nela sua regra de Fé.

Se assim fizer viverá para a Glória de Deus.

Em Cristo!
Flávio Oliveira


Anterior Proxima Página inicial